Laticínios Holandês

Conheça as tecnologias que revolucionarão a fazenda do futuro

Muitas das tecnologias que são projetadas para as fazendas de 2050 na verdade já existem e são utilizadas hoje em dia, mas ainda numa escala pequena ou apenas de modo experimental. Porém, num futuro próximo, o uso dessas inovações será fundamental para suprir a demanda crescente por alimentos e tornar as propriedades mais competitivas.

 A seguir, vamos apresentar cada uma das novas tecnologias que vêm ajudando a revolucionar a produção de alimentos.

Inteligência Artificial 

A Inteligência Artificial terá forte presença na fazenda do futuro. Protótipos de tratores e pulverizadores estão sendo testados para serem capazes de lidar com o trabalho de campo sem a necessidade de motoristas humanos.

Agricultura digital 

A transformação digital está cada vez mais presente no trabalho no campo. A tecnologia digital possibilita a automatização de processos e a análise de dados em larga escala na produção.

A agricultura digital envolve dados precisos obtidos a partir de sensores instalados nas lavouras, informações de previsão climática e controle detalhado do uso de insumos. Ela tem acesso a informações de satélites de grande precisão, monitoramento de pragas, dados sobre a operação das máquinas, entre outras informações importantes para a produção agrícola.

Big Data 

O uso de dados e algoritmos de Big Data permite que os produtores alcancem o máximo de produtividade em cada hectare cultivado e contribui para reduzir a pressão exercida sobre o meio ambiente. Essas informações facilitam a tomada de decisões e tornam o processo produtivo menos intuitivo e mais assertivo.

Com base nesses dados, é possível antecipar a ocorrência de doenças e pragas, determinar o volume de defensivo adequado a ser aplicado, administrar melhor os recursos hídricos, entre muitas outras aplicações. Além disso, imagens de satélite permitem medir a produtividade de áreas agrícolas de qualquer tamanho em apenas um clique.

Internet das Coisas (IoT) 

A Internet das Coisas envolve as tecnologias que conectam os mais diversos aparelhos à Internet. Ela possibilita a conexão entre os nossos mundos fixos e digitais por meio de dados.

A cada dia, mais máquinas, veículos e residências se conectam à internet para informar a sua situação, receber instruções e até mesmo praticar ações com base nas informações recebidas. Com as soluções trazidas pela IoT, os agricultores podem, por exemplo, acompanhar a distância o desenvolvimento das suas culturas.

Drones 

O potencial de aumento do uso de drones nas fazendas até 2050 é enorme. Eles podem ser usados para realizar tarefas como imagens de sensoriamento, aplicação de produtos ou o transporte de suprimentos.

Sensores 

Novos sensores serão desenvolvidos para que sejam capazes de entender tudo, desde a composição do solo até a temperatura ideal para as plantas. As informações coletadas pelos sensores são enviadas em tempo real para computadores e armazenadas em grandes quantidades. 

Sensores dispostos no solo ou nas máquinas são capazes de avaliar as condições das plantas, os níveis de água e também o teor de nutrientes do solo. Além disso, com a ajuda de drones, sensores aéreos geram mapas das áreas de cultivo e imagens infravermelhas que fornecem informações sobre a saúde das colheitas.

Agricultura de precisão 

A agricultura de precisão é um sistema de manejo de produção integrado, que procura definir os tipos e a quantia de insumos necessários à lavoura. Ela considera as necessidades de cada pequena área cultivável, considerando a variabilidade espacial e temporal, e busca o manejo adequado do solo, dos insumos e das culturas.

Esse sistema utiliza tecnologia de ponta para aplicar procedimentos de manejo, levando em consideração as diferenças produtivas e os diversos fatores envolvidos na produção. Uma vez que cada pedaço da propriedade rural tem características diferentes, cada metro quadrado precisa ser mapeado e tratado de modo diferente.

Por exemplo, a agricultura de precisão permite reduzir o uso de fertilizantes e pesticidas, o que diminui a poluição das águas subterrâneas e o esgotamento de recursos não renováveis como o fósforo.

Para mapear as propriedades, são utilizadas máquinas agrícolas com receptores GNSS (Global Navigation Satelite System) e computadores de bordo. Para permitir uma análise precisa,  são usados softwares que geram mapas de produtividade para uma interpretação mais precisa do que é preciso corrigir nas propriedades.

Genética avançada 

Outra tecnologia que deve se tornar comum é a edição de culturas por genes. Ela permite que os cientistas editem genes no DNA com precisão para criar variedades melhores de culturas. No futuro, essa tecnologia vai possibilitar que os agricultores selecionem tipos de culturas que tenham características como resistência a doenças, tolerância à seca ou o teor de óleo mais desejável.

Fazendas urbanas 

A agricultura urbana é uma forte tendência para os próximos anos. Com os efeitos potenciais que o aquecimento global terá sobre a agricultura tradicional, as fazendas urbanas podem se tornar tão comuns quanto as tradicionais hortas comunitárias ao ar livre.

Na agricultura vertical, frutas ou vegetais são cultivados em edifícios, durante o ano inteiro. Isso reduz a demanda por novas terras agrícolas e contribui para preservar os recursos naturais.

Essas fazendas complexas e futurísticas podem conter fileiras de prateleiras com plantas enraizadas no solo, água enriquecida com nutrientes (hidroponia), ou usando apenas o ar.

Cada camada é equipada com iluminação UV para imitar os efeitos do sol. Ao contrário do clima imprevisível ao ar livre, o cultivo dentro de espaços fechados permite aos agricultores se adaptar melhor às condições climáticas para maximizar o crescimento.

Como vimos, as novas tecnologias utilizadas no campo já estão disponíveis e serão capazes de assegurar o necessário aumento de produtividade dos alimentos nos próximos anos.

Saiba mais sobre as novas tecnologias usadas na pecuária.

Deixe um comentário

Top
h
h

Sed ut perspiciatis unde omnis iste natus error sit voluptat accusantium doloremque laudantium. Sed ut

Follow Us Now