Laticínios Holandês

Novidades para a cadeia produtiva de leite de Santa Catarina

A bovinocultura de Santa Catarina, tem reivindicado há mais de uma década por um espaço que seja focado na melhoria da qualidade e aumento da cadeia de produção.

No mês passado, a UDESC – Pinhalzinho, anunciou a contratação da empresa que fará a construção do Núcleo de Ciência, Tecnologia e Inovação do Leite (NCTI). A estrutura de 3.948 m², custará 9,7 milhões, e receberá um laboratório da qualidade do leite, uma indústria de lácteos em escala piloto e um laboratório de pesquisa e inovação em leite e derivados.

Apesar da iniciativa atender o mercado oeste de Santa Catarina, e ter como objetivo principal integrar e consolidar a rota do leite na fronteira, os estudos realizados no Núcleo, beneficiaram desde os produtores até as indústrias do estado.

Santa Catarina é hoje o quarto maior produtor de leite e não possui um laboratório de análise de qualidade do leite, fazendo com que seja necessário enviar para laboratórios no Rio Grande do Sul ou Curitiba. O novo laboratório atenderá essas demandas, incluindo o CCS (contagem de células somáticas), CPP (contagem padrão em placas), medicamentos, contaminantes e parâmetros físico-químicos, aumentando a agilidade nos resultados e uma redução considerável dos custos.

Esperamos que esse Núcleo abasteça nosso mercado com inovações tecnológicas e soluções para a otimização dos processos, garantindo a qualidade dos produtos lácteos do estado, ajudando no aumento da participação dos nossos produtores e indústrias no mercado Nacional.

Para ficar por dentro do que acontece no mercado de laticínios de Santa Catarina, acompanhe nossas redes sociais. E se você quer entender por que somos destaque na produção leiteira, leia esse artigo.

Deixe um comentário

Top
h
h

Sed ut perspiciatis unde omnis iste natus error sit voluptat accusantium doloremque laudantium. Sed ut

Follow Us Now