Laticínios Holandês

Pecuária de leite e laticínios geram mais empregos que a agricultura

Você sabia que o leite é o alimento mais consumido no mundo? Além disso, a pecuária de leite é a principal fonte de renda de muitas famílias. Atualmente, cerca de 600 milhões de pessoas vivem em fazendas leiteiras, e outras 400 milhões trabalham na indústria de laticínios em todo o mundo.

Neste artigo, vamos explicar a importância dessa atividade para o sustento de muitas famílias e a alimentação da população em geral.

Pesquisa demonstra importância socioeconômica dos laticínios 

Uma pesquisa da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) demonstra que a produção de leite gera mais empregos do que a agricultura. Para cada 30 litros processados, um posto de trabalho é criado fora das granjas. “A indústria láctea, embora exija altos investimentos, proporciona em longo prazo uma fonte de ganhos mais confiável do que a maior parte dos cultivos”, diz o estudo.

Segundo a organização, nos países em desenvolvimento, um bilhão de pessoas vive com o que obtêm dos produtos lácteos nas granjas com ao menos um animal.

Saiba como o leite está presente na vida do brasileiro 

O Brasil é o quarto maior produtor mundial de leite, com 34 bilhões de litros. Apenas no País, mais de 415.000 pessoas vivem dessa atividade, das quais 250.000 estão no mercado formal (que passa pela inspeção sanitária), de acordo com levantamento realizado pela Associação Leite Brasil e a consultora MilkPoint. Desse total, cerca de 170.000 são considerados pequenos produtores (que ordenham até 250 litros ao dia).

Porém, o Brasil ocupa apenas a 65ª posição no consumo mundial de produtos lácteos, com uma média anual de 169 litros por pessoa. Esse montante ainda está bem abaixo do ideal estabelecido pelas Nações Unidas, que é de 200 a 220 litros por ano.

Veja outras estatísticas sobre a produção de leite 

De acordo com dados da FAO e da International Dairy Federation (IDF):

* Para cada 100 litros de leite produzidos localmente, são gerados até cinco empregos;

* A produção pecuária global representa 40% do valor do rendimento agrícola mundial;

* Cerca de 150 milhões de propriedades familiares estão envolvidas na produção leiteira;

* Estima-se que 37 milhões de mulheres em todo o mundo lideram fazendas leiteiras;

* Aproximadamente 80 milhões de mulheres estão empregadas no setor de lácteos.

Pecuária de leite é vital para a alimentação mundial 

Em todas as culturas e lugares, pessoas de todas as idades consomem o leite, o que torna esse alimento o mais consumido do mundo. De acordo com dados da ONU, cerca de 589 milhões de toneladas de leite são consumidos por ano, seja puro ou em suas variações, como iogurtes, queijos, sorvetes e outros derivados.

A pecuária e a indústria de laticínios também têm importância vital para a alimentação e saúde da população em geral. Os lácteos são a principal fonte de cálcio na dieta humana, além de apresentarem muitas proteínas e minerais.

O leite produzido pela Laticínios Holandês é todo fornecido por pequenos produtores de Santa Catarina. Além de ser um trabalho de responsabilidade social, que valoriza a agricultura familiar, trata-se também de uma garantia do bem-estar dos animais e, portanto, da qualidade do produto.

Saiba mais sobre a importância do leite para a nossa alimentação e saúde.

Observe os sintomas de intolerância à lactose 

Se acha que pode ter intolerância à lactose, selecione os seus sintomas, para saber o risco:

1. Barriga inchada, dor abdominal ou excesso de gases após consumir leite, iogurte ou queijo

2. Alternância de períodos de diarreia ou prisão de ventre

3. Falta de energia e cansaço excessivo

4. Irritabilidade fácil

5. Dor de cabeça frequente que surge principalmente após as refeições

6. Manchas vermelhas na pele que podem coçar

7. Dor constante nos músculos ou articulações

Estes sintomas geralmente aparecem momentos após a ingestão de leite de vaca, derivados do leite ou produtos que sejam preparados com leite. Por isso, se surgir algum destes sintomas deve-se experimentar o teste de exclusão alimentar durante 7 dias para ver se os sintomas desaparecem.

Os sintomas podem também se manifestar com mais ou menos intensidade de acordo com o grau da incapacidade da produção da lactase, que é a enzima que digere o leite de vaca.

Deixe uma resposta

Top
h
h

Sed ut perspiciatis unde omnis iste natus error sit voluptat accusantium doloremque laudantium. Sed ut

Follow Us Now