Laticínios Holandês

A importância dos cuidados com a água na pecuária de leite

O uso de recursos naturais na produção rural requer muitos cuidados, principalmente em relação à água. Nos últimos anos, a preocupação com relação ao abastecimento de água foi intensificada com a crise hídrica que assolou muitas regiões do País nos últimos anos.

Para preservar esse bem tão precioso, o Brasil assumiu o compromisso de contribuir com os 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), da ONU. O protocolo tem como objetivo assegurar a disponibilidade e gestão sustentável da água e saneamento para todos.

No caso da pecuária de leite, o desafio é desenvolver novas tecnologias para aumentar a produtividade e diminuir o desperdício de água. Neste artigo, vamos mostrar o que vem sendo feito no setor para preservar os recursos hídricos e tornar o meio ambiente mais sustentável.

Entenda a importância da água para a pecuária de leite 

A água nos rodeia e está em toda parte. Embora mantenha humanos e animais hidratados, esse recurso natural desempenha um papel vital nos alimentos que consumimos. Afinal, os alimentos de origem vegetal e animal, incluindo laticínios, precisam de água para crescer e desenvolver os nutrientes que nos sustentam.

A água é um recurso vital nas fazendas leiteiras, devido às muitas funções que desempenha. Por isso, os fazendeiros precisam administrar bem esse recurso natural, fazendo com que cada gota desse líquido precioso seja bem aproveitada.

O próprio leite é formado composto majoritariamente por água, que corresponde a 87% de sua constituição. Por isso, manter as vacas hidratadas as mantém saudáveis ​​e as ajuda a produzir leite rico em nutrientes.

Na pecuária de leite, a água é utilizada tanto para matar a sede dos animais quanto para produção de alimentos para eles. Portanto, ela também é consumida de forma indireta pela ingestão de alimentos.

Segundo dados da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE), cerca de 70% da água consumida no mundo é empregada na agricultura. Desse total, 8,3% são destinados para a produção de alimentos para a criação animal. O Brasil possui o segundo maior rebanho bovino do mundo, com 214,9 milhões de animais, o que corresponde a um volume significativo de água destinada à pecuária.

Além disso, a irrigação consome cerca de 49,8% do total de água retirada no Brasil, segundo a Agência Nacional de Águas (ANA). A distribuição do consumo não é diferente do restante do mundo. Apesar de o país possuir abundância desse recurso, apresenta escassez hídrica em algumas regiões, por diferenças de disponibilidade e demanda.

A quantidade de água consumida na pecuária varia de acordo com as características do sistema adotado, da raça dos animais, do nível de tecnificação e do clima. A ingestão de água está relacionada principalmente ao tamanho e peso do animal, idade, produtividade e temperatura ambiente.

Segundo especialistas, uma vaca adulta em fase de alta produção pode consumir cerca de 150 litros de água/dia. Além do uso para o consumo animal, grande volume de água é utilizado na limpeza da sala de ordenha, tanque de resfriamento, na limpeza de piso do curral e na irrigação das lavouras de produção de alimentos.

Por demandar uma grande quantidade de água, a pecuária de leite precisa adotar medidas para otimizar esse consumo e aproveitar da melhor maneira possível os recursos naturais utilizados.

Veja aqui algumas práticas sustentáveis adotadas na produção de leite.

Deixe uma resposta

Top
h
h

Sed ut perspiciatis unde omnis iste natus error sit voluptat accusantium doloremque laudantium. Sed ut

Follow Us Now