Laticínios Holandês

A importância da alimentação das vacas

A alimentação das vacas está diretamente ligada à qualidade do leite e à produtividade dos animais. Por isso, manter uma alimentação adequada é de importância fundamental, tanto do ponto de vista nutricional e do bem-estar animal, quanto econômico.

Por isso, os produtores de leite trabalham em estreita colaboração com nutricionistas de animais e veterinários para garantir que as suas vacas recebam os alimentos e nutrientes que precisam.

Neste artigo, vamos explicar a importância da boa alimentação das vacas para a qualidade da produção de leite e a saúde e bem-estar desses animais.

Entenda como funciona a alimentação das vacas 

Como ruminante, a vaca de leite é capaz de transformar alimentos não essenciais aos não ruminantes (forragens e forrageiras), em produtos para a alimentação humana, como o leite.

Um sistema de alimentação eficaz é baseado nos requerimentos nutricionais (proteínas, minerais e vitaminas) para cada categoria animal do rebanho e na composição química dos alimentos utilizados. A dieta das vacas deve incluir uma mistura de volumosos (silagem, feno, capim verde picado) com concentrados (energéticos e protéicos), minerais e vitaminas.

Porém, à medida que se busca maior produtividade por animal, os volumosos (pasto, silagem e feno), por si só, não são suficientes para manter a alimentação dos animais. Por isso, uma mistura de concentrados, minerais e algumas vitaminas também deve ser acrescida à dieta do gado de leite.

Em um sistema de produção de leite, a alimentação do rebanho tem um custo efetivo representativo, o que demonstra a importância atribuída à dieta dos animais. Considerando o custo de produção de leite, a alimentação representa de 40 a 60% dos gastos, segundo a Embrapa.

Em busca das melhores pastagens para os animais 

Com a valorização cada vez maior do bem-estar animal, as vacas estão voltando para a sua alimentação natural. Afinal, o leite produzido com pastagem natural tem valores nutricionais superiores aos do gado criado em confinamento.

No pasto, as vacas se alimentam de capim, feno e outros vegetais volumosos com suplementos concentrados, que são ricos em energia, proteínas, minerais e vitaminas. Outra vantagem é que essa alimentação natural contém menos substâncias causadoras de inflamações em seres humanos.

Para otimizar os resultados, os agricultores costumam empregar nutricionistas profissionais para desenvolver uma dieta cientificamente formulada, equilibrada e nutritiva para as suas vacas. Além disso, para obter a combinação de requerimentos nutricionais necessária, são utilizadas tabelas nutricionais como as do National Research Council (NRC), Agricultural Research Council (ARC) e Tabela Brasileira de  Alimentos.

A recomendação da Embrapa é que as vacas produzindo leite sejam manejadas em pastagens de excelente qualidade e em quantidade suficiente para permitir alta ingestão de matéria seca. Para isso, o manejo de pastos rotacionados é prática recomendada. Elas devem receber volumoso de boa qualidade, com suplementação com concentrados e mistura mineral adequada.

Você gostou desse artigo? Veja como a pastagem natural traz benefícios para a produção de leite.

Deixe uma resposta

Top
h
h

Sed ut perspiciatis unde omnis iste natus error sit voluptat accusantium doloremque laudantium. Sed ut

Follow Us Now